Top
Park biologists explore the Chimanimani Mountains – Travel Discover Mozambique
fade
368
post-template-default,single,single-post,postid-368,single-format-standard,mkd-core-1.2.1,mkdf-social-login-1.3,mkdf-tours-1.4.1,translatepress-pt_PT,voyage-ver-1.8.1,mkdf-smooth-scroll,mkdf-smooth-page-transitions,mkdf-ajax,mkdf-grid-1300,mkdf-blog-installed,mkdf-breadcrumbs-area-enabled,mkdf-header-standard,mkdf-no-behavior,mkdf-default-mobile-header,mkdf-sticky-up-mobile-header,mkdf-dropdown-default,mkdf-dark-header,mkdf-fullscreen-search,mkdf-fullscreen-search-with-bg-image,mkdf-search-fade,mkdf-side-menu-slide-with-content,mkdf-width-470,mkdf-medium-title-text,wpb-js-composer js-comp-ver-5.7,vc_responsive
Viagens Descubra Moçambique / Business Travel  / Biólogos do Parque exploram a Serra de Chimanimani
24 Fev

Biólogos do Parque exploram a Serra de Chimanimani

O Dr. Piotr Naskrecki e uma equipa de investigadores e estudantes da Gorongosa regressaram recentemente da exploração do lado Moçambicano da Serra de Chimanimani.

O grupo realizou um primeiro levantamento zoológico da área e fez algumas descobertas novas e interessantes. Além da incrível riqueza biológica de Chimanimani, a serra também abriga alguns dos elementos mais importantes da notável herança cultural de Moçambique, incluindo pinturas rupestres dos San de idade ainda desconhecida (mas provavelmente entre 2.000 e 10.000 anos). As descobertas da equipa serão compartilhadas em edições futuras.

A População de Leões da Gorongosa cresceu para 146

Treze novos jovens machos viajaram pela área central do Parque da Gorongosa.  
"É algo que nunca vi nos sete anos em que estudamos a população de leões", explica Paola Bouley, directora-adjunta de Conservação, que lidera o Projecto de Carnívoros. 
A população de leões do parque é de 146, com várias fêmeas criando filhotes. Tonguinha, do Bando do Sungué, acabou de nos dar mais dois filhotes.
Nenhum dos novos machos foi apanhado em armadilhas durante as suas vidas. Antes de 2015, um terço dos leões do Parque eram capturados, mutilados ou mortos por actividades humanas. 

A Nespresso, é Parceira do Parque para Aumentar as Receitas do Café

A Nespresso, pertencente à Nestlé, fez parceria com o Parque Nacional da Gorongosa para apoiar os agricultores locais na reconstrução e promoção da indústria regional do café. 
Ao envolver os produtores de café do Parque no seu Programa de Qualidade Sustentável AAA e ao adquirir o Café da Gorongosa para a sua coleção “Reviving Origins”, a Nespresso ajudará os agricultores locais a criar valor compartilhado, a aumentar a renda, a melhorar os meios de subsistência e a aumentar a resiliência às mudanças climáticas. 
Em 2015, o Projecto da Gorongosa trabalhou com agricultores locais para plantar mudas de café na Serra da Gorongosa. Inicialmente, 15.000 mudas foram plantadas ao lado de árvores nativas para apoiar os esforços de reflorestamento da floresta tropical. Hoje, as pessoas da Serra da Gorongosa estão a plantar anualmente cerca de 200.000 árvores de café e 50.000 árvores da floresta tropical.
A produção do café permite que os trabalhadores locais tenham comida nas suas mesas e mandem os seus filhos para a escola - enquanto apoiam o ecossistema que os rodeia. 100% de todos os lucros do Café da Gorongosa retornam ao Parque Nacional da Gorongosa e ao seu povo. Cada saquinho de café apoia diretamente a missão de servir as comunidades à volta do Parque.


admin_moz

Sem comentários

Deixe uma resposta: